domingo, 27 de julho de 2008

Na praia

E o vento
No litoral que é o teu sorriso
Sopra frescura de amor
Que do meu coração é intemperismo

E se nossos planos falharam
Ainda temos tempo para mudar
E se os pássaros calaram
Nós é quem devemos cantar

O frio nos venceu
Os peitos se tocaram
O teu abraço me aqueceu
E dos meus olhos caíram gotas de orvalho

E olhar a lua através do teu olhar
De tão perto que podia senti-la
Fez-me em teus lábios mergulhar
Mesmo sabendo que no fim me afogaria

Um comentário:

Eduardo Henrique Silveira Mota disse...

Aeee!! Ele atualizou. Demorou hein?